Voltar

Que principais habilidades a artesã precisa ter ou desenvolver? - Feltros Santa Fé

25 de fevereiro de 2014Publicado por: Santa Fe

Que principais habilidades a artesã precisa ter ou desenvolver?

Começou como uma paixão inalcançável. Ensaios, treinos, muitas técnicas depois e a nossa querida Marisa Soldá desenvolveu seu próprio estilo, conferiu personalidade às suas criações, e encontrou satisfação plena no artesanato em feltro. Que prazer conhecer mais uma história e ainda aprender um pouco mais sobre desenvolver habilidades específicas que nos colocam no caminho do sucesso! O Festival da Lembrancinha tem o prazer de apresentar mais uma “Mestre do Artesanato”. Imperdível!

EU ERA MUITO PEQUENA

Criação Mimos em FeltroO artesanato sempre esteve presente em minha vida, desde muito pequena. Sempre queria aprender coisas novas e me lembro perfeitamente do tempo em que esperei ansiosa para completar 7 anos de idade e poder aprender a fazer tricô. A professora que havia ensinado minha mãe dizia que eu só seria capaz quando completasse tal idade. Eu não conseguia entender o porquê, e não me conformava, me julgava capaz de tudo que tivesse vontade de aprender. Ensaiei muito com palitos de madeira e barbante até finalmente completar meus 7 anos e poder pegar nas agulhas pela primeira vez. Não foi tão fácil como eu esperava, mas eu sempre dava um jeitinho de improvisar. Como tinha dificuldade de fazer o "ponto tricô" fazia sempre o mesmo "ponto meia". E quem disse que era errado?? Era meu jeito de fazer!

TUDO COMEÇOU NO TRICÔ

Agora vocês devem estar se perguntando por que eu, convidada para falar sobre trabalhos em feltro, estou falando em tricô, não é? Simples!! O que eu quero dizer com esse pequeno relato de minha infância é que eu descobri, depois de algum tempo, que não existem regras para o artesanato, não existe idade para começar, assim como também não existe certo ou errado. Cada uma de nós começou de um jeito. Umas descobriram o feltro mais cedo, e outras, assim como eu, passaram por outras técnicas até se apaixonar perdidamente por ele.

A TORTA DE MORANGOS, FELTRO, MUITOS PRESENTINHOS!

A minha paixão pelo feltro começou há cerca de 3 anos, quando vi um tutorial na internet de uma torta de morangos em feltro. Foi amor à primeira vista e eu precisava tentar! O meu conhecimento sobre o feltro era zero. Eu nem ao menos sabia onde comprar. Então comecei uma busca e no primeiro lugar que encontrei acabei comprando. As cores que vendiam lá eram as mais "chamativas" possíveis e o feltro não tinha nem de longe a qualidade dos Feltros Santa Fé que uso atualmente. Fiquei tão chateada por não ter encontrado as cores que o tutorial pedia. Comprei 20cm de feltro branco, pink, verde, vermelho e amarelo; algumas linhas de costura e um pouco de enchimento siliconado. Chegando em casa fiz os moldes nas folhas de um caderno velho, risquei o feltro com caneta esferográfica e costurei com linha para máquina. Tudo na base do improviso mesmo! Todo mundo amou a tortinha toda torta. Foi a partir daí que vieram cupcakes, sorvetinhos, picolés, lembrancinhas para priminha que ia nascer, enfeite de porta para a amiga grávida. Foram muitos presentes em feltro!

DESENVOLVENDO NOVAS HABILIDADES

Hoje em dia vejo quantas imperfeições havia naquela tortinha, mas percebo também como foi bobagem ter me preocupado tanto com as cores que comprei por não serem idênticas às que o tutorial pedia. Com o passar do tempo vamos criando novas técnicas, vamos abrindo o olhar para novas possibilidades e descobrimos que o segredo não está em canetas caras, tesouras importadas ou máquinas que cortam feltro, muito menos no molde que está usando. O importante é praticar muito, aprender com os erros e continuar sempre se aprimorando. O artesanato é um eterno aprendizado. Algumas habilidades parecem já ter nascido conosco e outras vamos adquirindo aos poucos. Acredito que entre todas elas três habilidades são fundamentais: A primeira: Paciência. Sem ela não existe trabalho bem feito. Uma artesã precisa ter paciência de desenhar e apagar quantas vezes for preciso, de recortar uma a uma cada pecinha, de casear pontinho por pontinho, de manusear o feltro com delicadeza. Não existe trabalho que tenha feito sucesso da noite para o dia. É preciso muito esforço, dedicação, subir um degrau de cada vez. Na hora certa o sucesso chega, de forma natural. A segunda: Perseverança. No início são várias as dificuldades, dúvidas e incertezas. É preciso persistência para enfrentar todas elas e acreditar na sua capacidade de vencer. Levou algum tempo até que eu conseguisse um bom retorno. Teve uma época que cheguei a pensar que nunca ninguém iria gostar das coisinhas que eu fazia. Aprendi a valorizar o meu trabalho aos poucos e hoje sei o quanto valeu a pena não ter desistido. A terceira: Criatividade. Em minha opinião essa é a mais importante de todas. Deve ser exercitada todos os dias para que não fique escondida. Há quem diga que criatividade é assim: ou você nasce com ela, ou se conforma em viver sem ela. Será que isso é verdade? Acredito que não. Se somos apaixonados por alguma coisa, se temos vontade de nos tornarmos bons em algo, é nessa vontade que temos que nos agarrar para crescer. Não se prendam somente aos moldes prontos. Arrisquem, rabisquem! No começo nada vai fazer sentido, mas com o tempo irão perceber um mundo inteiro de possibilidades e irão se descobrir capazes de fazer coisas incríveis. Pense no seu diferencial como uma maneira de enriquecer o seu trabalho. Cada toque pessoal agrega valor às suas peças. Várias pessoas podem usar um mesmo molde, mas você tem que enxergar além do que lhe foi oferecido. Talvez até o molde perfeito já esteja ali, na sua imaginação.

É RENTÁVEL?

Muitas pessoas me perguntam se o artesanato em feltro é uma atividade rentável e qual é o segredo para o sucesso. A resposta é bem simples: Amar o que se faz! Com esse ingrediente, todo o resto é consequência. Desde o dia que conheci o feltro e me apaixonei não houve um só dia que eu não pegasse um pedacinho dele nas mãos, nem que fosse só pra ajeitar no lugar. Tudo que é feito com amor traz retorno SIM! E nem sempre é só financeiro. As amizades que faço pelo caminho valem muito mais do que todo dinheiro do mundo. Por isso sou sincera e tenho muito orgulho em dizer: O ARTESANATO ME FAZ FELIZ! Marisa Soldá Facebook: http://on.fb.me/1fCK1jW

E a surpresa que a Marisa Soldá preparou pra nós, que fofo! Hora da diversão com Joaninha e Abelhinha, aproveite!

[button title="Baixe o molde clicando aqui" color="black" size="xlarge" link="http://bit.ly/1mv5PQa" rounded="true" icon="download"] banner

Contato

Av. Antônio Bardela, 780 - Cumbica - Guarulhos - SP | CEP 07220-020
Telefone: (11) 2487-4255 / Atendimento de segunda a sexta das 8 às 18h

SAC

sac@feltrossantafe.com.br
0800.777.2530

Redes Sociais

Importante

A reprodução fotográfica das cores dos produtos no site podem sofrer variações em monitores diferentes.

CNPJ: 60.730.512/0001-35

© Todos os direitos reservados | Feltros Santa Fé
Desenvolvido por Produtiva Web&Design.